Onde está a arte?

Projeto Sarau-vá*

Dentro da concorrida metrópole de São Paulo, participar e se expressar artisticamente parece ser algo fácil. Acontece que muitas das opções de lazer,arte e cultura estão localizadas na região central da cidade. O acesso a esses movimentos artísticos fica restrito a um pequeno nicho de pessoas, seja pela condição financeira ou social.

A necessidade de se manifestar através da arte fez com que os indivíduos das regiões periféricas criassem seus próprios pontos de cultura, um refúgio contra a loucura e a realidade do cotidiano. Integração, expressão e arte para transformar o dia-a-dia agitado num viver mais lúdico.

Perus é o último bairro de São Paulo antes do limite com o municipio de Caieiras. É um bairro afastado da região central, e para quem só conhece e vive do centro, fica dificil descobrir esses pontos de comunhão de arte. Todos são bem vindos e convidados a participar se expressando artisticamente da maneira como sabe ou gosta. Para os jovens, é uma possibilidade de lazer e de encontrar pessoas novas, de aprender. Para os mais velhos, é a oportunidade de libertar a alma lúdica há tanto tempo aprisionada pelo insistente perseguir do relógio.

O Sarau D´Quilo, que fica ao lado da estação de trem de Perus, é um espaço democrático, que movimenta a cidadania do bairro e exercita as mentes. Um trabalho de se curtir e admirar, um exemplo de que é possível difundir a arte sem depender de órgãos governamentais ou empresas privadas. O Sarau é a ilha lúdica do saber. O espaço do conhecimento compartilhado e vivido. Quando se está dentro do Sarau, participando, a sensação é de que todos fazem parte daquele movimento cultural e ao mesmo tempo dão vida ao grupo. Seja através de uma poesia improvisada, uma dança, ou uma canção, é a arte que encontra o seu caminho para se perpetuar por entre os sujeitos que ali estão, inalando cultura, todos juntos nessa ilha lúdica feita de arte.

André Diogo

*Sarau-vá é o garimpo da arte. É preciso procurar bem para descobrir os saraus e, extrair deles a manifestação artística em seu estado bruto. Livre de conceitos e regras. Uma ponte entre a cidade, cultura de massa e a livre expressão do artista anônimo.  

Deixe um comentário

Arquivado em [ Acontece por aí... ], [ Atividades da Licenciatura em Educomunicação ], [ Imersões ], [ Nossos vídeos ]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s