Arquivo da tag: educomunicação infantil

Educomunicadores: Marcelo Santos e a TV Cedro Rosana

Quando fui chamado a trabalhar o uso de vídeo em projetos de aprendizagem, num curso para professores de Ensino Fundamental no município de Americana / SP (Curso de Formação em Educação Ambiental e Políticas Públicas), pensei na grande experiência queMarcelo Augusto Pereira dos Santos possui e ele aceitou o convite para participar de uma das aulas.

Marcelo começou a se aproximar da educomunicação quando se tornou POIE (Orientador de Informática Educativa) nas EMEIS (escolas de educação infantil) Eunice dos Santos e Antonio Munhoz Bonilha. Manteve o blog https://apertaqual.wordpress.com/ com relatos de aulas e dicas de atividades. A partir das experiências como POIE, criou  o site Apertaqual Educação, concretizando seu antigo sonho de compartilhar softwares educativos que desenvolveu (ApertaLetra, ApertaQuem, ApertaEmpresta).

Na escola Bonilha ele ajudou a professora Ana Paula Escudeiro no projeto Rádio Jacaré FM (ver post anterior nesta série Educomunicadores). Inspirado nesta experiência e na Rádio Graciosa, da EMEF Fernando Gracioso, projeto do Programa Nas Ondas do Rádio, desenvolveu na escola Eunice o projeto TV Cedro Rosa em que grupos de alunos com menos de 6 anos produziam reportagens – documentários sobre locais interessantes para serem visitados pelas crianças, seja com a escola, seja acompanhados por seus pais. Um dos grandes feitos de uma destas equipes (eram várias) foi entrevistar o mestre de xadrez Kasparov. O vídeo final do projeto é um resumo bem interessante, que da uma ideia de como funcionava a proposta e o quanto era realmente educomunicativa.

O interesse de Marcelo pelo conceito educomunicação o levou a estudar o tema, sendo aluno da primeira turma oficial de Especialização Lato Sensu em Educomunicação na ECA / USP. Como trabalho final neste curso, ele pesquisou as experiências de educomunicação desenvolvidas em escolas infantis da Prefeitura de São Paulo. Sua monografia, Cuidar, Educar e Comunicar https://tvcedrorosa.wordpress.com/pesquisa/ foi defendida dia 05/07/2013 lhe conferindo o título de Especialista em Educomunicação.

Quando escrevi esse pequeno artigo Marcelo estava como Coordenador de Ação Educacional no CEU Parque Anhanguera, hoje não mais funcionário direto da Prefeitura de São Paulo está atuando como tutor presencial da UNICEU Parque Anhanguera e formador de professores em escolas particulares, sempre buscando ampliar a presença da educomunicação nas várias redes educacionais.

Brinquedoteca USP from TV Cedro Rosa on Vimeo.

PROJETOS DE EDUCOMUNICAÇÃO INFANTIL PESQUISADOS POR MARCELO SANTOS

Rádio Jacaré FM

Tem Gato na Tuba

Pingo de Gente

Os Pequenos Nos Curtas

Jornal Mural no CEI

Rádio Blog EMEI Kids

Recomendo muito que os colegas acessem a pesquisa na íntegra, disponível no link

https://tvcedrorosa.wordpress.com/pesquisa/

Neste site também esta disponível um artigo resumido e entrevistas feitas por Marcelo com Carlos Lima, coordenador do Programa Nas Ondas do Rádio, e prof. Ismar de Oliveira Soares, coordenador do Núcleo de Comunicação eEducação, da ECA-USP e presidente da ABPEducom

E no livro Narrativas de Experiencias Docentes também há um artigo de Marcelo relatando o Projeto Cedro Rosa:

http://editora.metodista.br/livros-gratis/narrativas.pdf/at_download/file

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Educomunicadores

Educomunicadores: Ana Paula Escudeiro e a Rádio Jacaré FM

E tudo começou com brincadeira e curiosidade.

Uma das áreas de atuação do novo profissional situa-se na assessoria para o desenvolvimento dos projetos com o uso das tecnologias midiáticas que se multiplicam, especialmente nas experiências dos ensinos infantil e fundamental, em todo o país*

Há muitas propostas educativas  ou comunicativas que podemos considerar educomunicativas desenvolvidas com crianças, mas ainda nos impressiona descobrir projetos com crianças realmente muito pequenas, estudantes da Educação Infantil (menos de 6 anos de idade). A Rádio Jacaré FM da EMEI Antônio Munhoz Bonilha é considerado o primeiro projeto educomunicativo de rádio escolar com esta faixa de idade. Iniciativa da professora Ana Paula Emilio Escudeiro. Em depoimento no V Encontro de Educomunicação (2013) ela disse que a ideia da rádio surgiu de forma espontânea, e ela nem sabia dizer com certeza se havia partido dos próprios alunos ou dela na interação com sua turma – Eles estavam pesquisando o tema “jacaré”, devido a uma visita feita ao Zoológico; várias pesquisas e atividades foram produzidas pelas crianças e tiveram a feliz ideia de divulgar e registrar este estudo num programa de rádio.

Na época, Ana Paula havia participado de um curso de formação promovido pelo Programa Nas Ondas do Rádio da Prefeitura de São Paulo e aprendido a usar softwares como o Audacity e o Zararádio. Com ajuda do professor Marcelo Santos (impossível para mim falar sobre Ana Paula, sem falar também sobre Marcelo), que na época era POIE (orientador de informática educativa) na escola, a proposta cresceu e a rádio acabou sendo oficialmente inaugurada dia 14 de novembro de 2009, com toda a pompa, numa Mostra Cultural da escola, que contou com a presença do Secretário de Educação Alexandre Schneider , o Prefeito Kassab e cobertura jornalistica feita por alunos de ensino fundamental, do projeto educomunicativo Rádio Graciosa de Perus, que eu coordenava.

Na mesma época, como um  Zeitgeist, surgiram outros projetos educomunicativos mirins. No post seguinte a este, sobre o colega Marcelo Santos, cito alguns destes projetos que ele pesquisou.

Primeira Emissão da Radio Jacaré  FM -EMEI Antonio Munhoz Matéria da TV Cultura sobre Rádio Jacaré FM Rádio Jacaré FM na Campus Party 2010 A relevância da inovadora proposta da professora Ana Paula chamou atenção da mídia e também do meio acadêmico. O professor e diretor de escola Jayson Magno da Silva usou a EMEI Antonio Munhoz Bonilha num estudo de caso que resultou na sua dissertação de Mestrado: O Som da Integração das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação ao Currículo: a rádio na internet. Voz, Poder & Aprendizagem

1 comentário

Arquivado em Educomunicadores