Arquivo da tag: Paulo Nassar

A importância de ler/ouvir/sentir as narrativas “não oficiais”

por: Mauricio Virgulino Silva

Ontem no evento Educomunicando ( http://educomunicando.org/ ) o assunto das ocupações das escolas, ações do governo (em letras minúsculas) do estado de São Paulo sobre a “reorganização” das escolas com certeza apareceu.

Falou-se sobre Ética na relação entre Comunicação e Educação.

Os professores Paulo Nassar, Daniel Pansarelli, Gilson Schwartz e Marciel Consani falaram sobre a disputa na produção de narrativas.

Estamos imersos em uma briga por espaço nos meios de comunicação, onde narrativas contraditórias (e ás vezes sensacionalistas) são o tempo todo lançadas para ganhar adeptos que lêem superficialmente as notícias.
E normalmente a narrativa oficial ganha mais espaço por teoricamente ser mais representativa.

Daí a urgência em procurarmos ouvir/ver/sentir as narrativas “alternativas”, pois não se pode ignorar as imagens e textos publicados por alunos das escolas estaduais, por jornalistas, educadores, pais que visitam as escolas,
Não dá também para ignorar as produções feitas por alunos de outras escolas que apoiam o movimento das ocupações.

A importância de escutar as narrativas “alternativas” também se faz presente para contrapor a narrativa oficial sobre a história dos negros, das mulheres, dos indigenas, dos migrantes… etc

Infelizmente ainda a grande mídia e grande parte da população apenas lê/ouve/sente o que é dito “oficialmente”. E com isso vamos fazendo nossa história única oficial excludente.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em [ Atividades da Licenciatura em Educomunicação ]

Educomunicando: A Ética na interface Comunicação/Educação

Pensar a relação Comunicação/Educação exige um novo olhar, uma abertura capaz de desdobrar um diálogo renovado em torno aos sistemas educativo e comunicativo.
Já há algum tempo, constatou-se que o impacto da Comunicação e seus meios no ambiente escolar ultrapassou a mera influência indireta.
As novas mídias e tecnologias conquistaram uma posição constante, significativa e mesmo definitiva nos modos de construção da visão de mundo da última geração de jovens. Ademais, tampouco a Educação – seja ela formal, informal ou não formal – passou ilesa às mudanças das últimas décadas. Exige-se dos educadores de hoje uma nova postura em relação aos métodos, abordagens, propostas e, sobretudo, suportes em sala de aula.
Tendo isso em vista, o Educomunicando surge como espaço para o desenvolvimento de discussões que contribuam para refletir a respeito de tais tópicos emergentes. Em sua primeira edição, o Educomunicando trará o tema “A Ética na interface Comunicação/Educação”
evento final-03

Deixe um comentário

Arquivado em [ Acontece por aí... ], [ Atividades da Licenciatura em Educomunicação ]